22 de junho de 2017


Cada dia tem um teste surpresa. E algumas épocas são exames finais. Armadilhas brutais, súbitas de stress, doença, tristeza. Qual é o propósito do teste? Tiago 1:3-4 diz, “pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma”.
Deus não lhe esqueceu. Pelo contrário. Ele escolheu lhe treinar. O verbo hebraico para testar vem de uma palavra que significa “dar uma olhada perspicaz; escolher.” Esqueça a noção de que Deus não vê a sua luta. Pelo contrário. Deus está totalmente envolvido nela. Ele é o Professor; nós somos os estudantes. Confie no Seu treinamento. Você vai sair dessa. Ele pode trazer algo de bom da sua bagunça!


de Max Lucado

21 de junho de 2017

“Verão e inverno, tu os fizeste.” (Salmos 74.17)


Ó minha alma, começa a estação de inverno com o teu Deus.

A geada fria e os ventos congelantes lembram-te que Ele guarda a sua aliança com o dia e a noite. Podes ter certeza de que Ele também guardará a gloriosa aliança que fez contigo na pessoa de Jesus. Aquele que é fiel à sua palavra na mudança de estações deste mundo infeliz e contaminado pelo pecado não se mostrará infiel em seus lidares com o seu próprio Filho amado.
O inverno na alma não é, de modo algum, uma estação confortável. Se agora você está passando por essa estação, tal experiência lhe será bastante dolorosa. Mas existe uma consolação, ou seja, o Senhor tem permitido isso. Ele envia os bruscos ventos da adversidade para congelar os botões de flor da expectativa. Ele espalha a geada, em semelhança de cinza, sobre as campinas verdes de nossa alegria. Ele lança seu gelo em pedacinhos congelando as fontes de nosso deleite. Ele faz tudo isso. Ele é o grande Rei do inverno e governa nos domínios do frio; portanto, você não pode reclamar. Perdas, cruzes, opressão, doença, pobreza e mil outras calamidades são enviadas pelo Senhor e nos têm sobrevindo com um propósito sábio. O frio mata insetos nocivos e põe um fim em doenças severas. Abre a terra endurecida e amolece o solo. Oh! que esses resultados benditos sempre acompanhem nossos invernos de aflição! Como valorizamos o fogo agora! Quão agradável é o seu brilho! Louvemos ao nosso Senhor da mesma maneira, Aquele que é a fonte constante de calor e conforto em toda hora de tribulação.

Aproximemo-nos do Senhor e encontremos alegria e paz em nosso crer. Envolvamo-nos com as vestes calorosas das promessas dele e saiamos aos labores adequados desta época. Ser como o preguiçoso que não lavra por conta do frio resultará em severas consequências, pois terá de mendigar até mesmo no verão e nada terá.


Fonte: http://voltemosaoevangelho.com/blog/2016/06/21-de-junho-devocional-diario-charles-spurgeon/?utm_source=inf-devocional-spurg-ve&utm_medium=inf-devocional-spurg-ve&utm_campaign=inf-devocional-spurg-ve

18 de maio de 2017

VESTINDO JESUS


 
Paulo disse “pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram” (Gálatas 3:27 NVI). Nós vestimos Jesus! E aqueles que não acreditam em Jesus notam o que nós fazemos. Eles tomam suas decisões sobre Jesus nos observando. Quando somos bondosos, eles concluem que Cristo é bondoso. Quando somos graciosos, eles concluem que Cristo é gracioso.

Mas, se somos impetuosos, o que as pessoas pensarão do nosso Rei? Nosso Mestre? Não é de se admirar que Paulo disse “Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades. O seu falar seja sempre agradável e temperado com sal, para que saibam como responder a cada um.” (Colossenses 4:5-6 NVI).

A cortesia honra a Deus e seus filhos. “Façam todo o possível,” a Escritura diz, “para viver em paz com todos.” (Romanos 12:18 NVI). É só fazer o possível. Você não consegue controlar a atitude deles, mas você pode manejar a sua.

11 de maio de 2017

Testando o Estresse no Casamento

O teste a seguir divide nosso sistema de crenças em quatro categorias: perfeccionismo, controle, busca em agradar aos outros e habilidade. Qual é o seu sistema de crenças? Aquilo em que acreditamos poderá afetar a maneira como agimos ou reagimos diante das circunstâncias da vida. O sistema de crenças a seguir pode não ser sua norma padrão de pensar, mas, talvez, seja um padrão no qual você caia quando está sob estresse. 
Responda, honestamente, às perguntas abaixo. Parte do estresse que você experimenta no casamento é resultado de seu sistema de crenças?

Perfeccionismo
• Você se pressiona ou ao seu cônjuge em busca de conquistas?
• Você, freqüentemente, critica ou culpa o seu cônjuge ou a si mesmo?
• Você luta contra a decepção em si mesmo ou para com o outro?
• Não importa o que você faça, parece que nunca é um cônjuge bom o suficiente?

Controle
• Você acha que a falta de controle é um sinal de fraqueza ou de fracasso?
• Você precisa estar sempre no controle, o que também pode incluir o controle de seus sentimentos?
• Você assume as atividades em casa ou se sente incomodado por seu cônjuge assumi-las?
• Você se preocupa em como as pessoas pensam do seu casamento?

Busca agradar aos outros
• Sua auto-estima depende da opinião que o seu cônjuge tem a seu respeito?
• Você, por vezes, evita realizar tarefas em casa por temer desapontar seu cônjuge?
• Você se sente melhor cuidando das necessidades de seu cônjuge ou de seus filhos do que de si mesmo?
• Você guarda os sentimentos negativos para si a fim de evitar desagradar seu cônjuge?

Habilidade
• Você sente que nunca poderá satisfazer as expectativas do seu cônjuge?
• Você deixa as decisões com o seu cônjuge por achar que a sua opinião não é suficientemente boa?
• Você não se sente capaz para ser um bom cônjuge?
• Quando seu cônjuge o/a elogia você acha que ele/ela está mentindo?

Releia sua resposta. Se você respondeu afirmativamente a qualquer das perguntas acima, você encontrou uma área que pode impedir que você experimente o casamento que Deus planejou. Nosso sistema de crenças afeta o nosso comportamento e portanto os nossos relacionamentos.
Dennis Rainey, da Home Builders, disse “Boa parte da pressão que sentimos a cada dia é inevitável – faz parte da vida. Mas as decisões que tomamos em resposta a essa pressão são cruciais. Nós podemos tomar decisões que reduzem a pressão e nos ajudam a lidar com ela. Ou podemos tomar decisões que tornam a pressão ainda pior.”
Quando caímos nas armadilhas do perfeccionismo, do controle, da busca em agradar as pessoas e da habilidade, nós deixamos de agir para somente reagir.

Imagem relacionada

Tempo para Refletir
Mateus 6:25 -34 “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal”.

Site: www.2igual1brasil.com.br

8 de maio de 2017

FAMILIAS SAUDAVEIS


O que faz uma família saudável? A família saudável está apta para sobreviver às crises que surgem pelo caminho. Eles se reúnem quando há desafios e quando têm um problema para resolver. Eles estão entrelaçados.

O que faz uma família saudável funcionar? Alguns têm dito que o amor incondicional e a unidade fazem toda a diferença, famílias saudáveis têm características em comum.

Uma família saudável goza dessas seis qualidades:

1) Confiança – Os membros da família estão dedicados a promover o bem-estar e a felicidade do outro. Eles valorizam a unidade da família. (Filipenses 2.1-4);

2) Apreciação e afeição – Os membros da família demonstram apreciação aos outros da melhor maneira. (1 Tessalonicenses 5.11);

3) Comunicação positiva – Eles se comunicam e gastam boa parte do tempo conversando. (Tiago 1.19);

4) Tempo – Eles investem tempo de qualidade em quantidade generosa – um com o outro. (Efésios 5.16);

5) Prosperidade espiritual - Quer eles tenham prática religiosa ou não, eles têm o entendimento do poder da influência na maneira de viver. Uma convicção que lhes dá força e propósito. (Deuteronômio 6.6-8);

6) Capacidade para enfrentar o estresse e as crises – Os membros da família vêem que o estresse e as crises são oportunidades para crescer. (Efésios 4.25-32)

Famílias saudáveis são construídas diariamente. Os membros dessa família trabalham e nutrem, constantemente!


5 de maio de 2017

“Serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.” (2 Coríntios 6.16)

Que título precioso – “meu povo”! Que revelação estimulante -“seu Deus”! Quanto significado se esconde nestas duas palavras: “Meu povo”!
Todo o mundo pertence a Deus. O céu e mesmo o céu dos céus são do Senhor, e Ele reina entre os filhos dos homens. No entanto, a respeito daqueles que escolheu e comprou para Si mesmo Ele diz o que não pode dizer sobre os demais: “Meu povo”! Nesta expressão existe a ideia de propriedade. De uma forma especial, “a porção do SENHOR é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança” (Deuteronômio 32.9). Todas as nações da terra pertencem a Deus. Todo o mundo está no controle dele. Apesar disso, o povo de Deus (os seus eleitos) é propriedade especial dele. Deus fez pelos eleitos mais do que tem feito pelas outras pessoas. Ele os comprou com seu sangue e os colocou bem perto de Si mesmo. Deus os amou com amor eterno, um amor que muitas águas não podem apagar e que as revoluções do tempo nunca serão suficientes para diminuir.
Querido amigo, pela fé, você pode ver a si mesmo entre os que pertencem ao povo de Deus. Pode olhar para o céu e dizer: “Meu Senhor, meu Deus, Tu és meu por meio do doce relacionamento que me permite chamar-Te ‘Pai’. Tu és meu por meio do sagrado companheirismo que me alegro em manter contigo, quando queres Te manifestar a mim como não o fazes ao mundo.” Você pode ler o Livro da Inspiração e encontrar lá o registro de sua salvação? Você pode ler o seu nome escrito no sangue precioso? Pela fé, com humildade, você pode vestir-se com as roupas do Senhor Jesus e afirmar: “Meu Cristo”? Se você pode, então, Deus declara a respeito de você e de outros semelhantes: “Meu povo”. Se Deus é o seu Deus e Cristo é o seu Cristo, o Senhor lhe presta atenção especial. Você é objeto da escolha dele, aceito no amado Filho de Deus.
Charles Spurgeon

24 de abril de 2017

Sua Vida de Terra Prometida


Pense no Cristão que você quer ser. Quais qualidades você quer ter? Mais compaixão? Mais convicção? Mais coragem? Quais atitudes você quer deixar de ter? Cobiça? Culpa? Negatividade sem fim?

Aqui vai a boa nova. Você pode. Com a ajuda de Deus você consegue fechar a brecha entre a pessoa que você é e a pessoa que você quer ser – de fato, a pessoa que Deus lhe criou para ser. Paulo disse em 2 Coríntios 3:18 que nós podemos viver de “glória em glória”.
As muralhas de Jericó – já estão condenadas. Os gigantes já estão correndo. A escritura da sua nova vida já foi assinada. Só falta agora você tomar posse da terra. Josué 21:43 diz “Assim o Senhor deu aos israelitas toda a terra que tinha prometido sob juramento aos seus antepassados, e eles tomaram posse dela e se estabeleceram ali.”
Sua vida de terra prometida – é sua para tomar.
Max Lucado

12 de abril de 2017

"O Caráter Sem Emenda de Jesus"



Vestimentas podem simbolizar caráter, e como sua túnica, o caráter de Jesus era sem emenda. Coordenado. Unificada. Ele era como a sua túnica: perfeição ininterrupta. Um pano sem emenda, tecido do céu e da terra... dos pensamentos de Deus para as ações de Jesus. Das lágrimas de Deus para a compaixão de Jesus. Mas quando Cristo foi cravado na cruz, ele retirou a sua túnica de perfeição sem emenda e vestiu uma vestimenta diferente, a vestimenta da indignidade. Envergonhado diante da sua família. A indignidade da nudez. A indignidade do fracasso. Envergonhado diante dos seus acusadores. Pior de tudo, ele suportou a indignidade do pecado. A Escritura diz “Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça...” (1 Pedro 2:24 NVI). A vestimenta de Cristo na cruz? Pecado – o seu e o meu. O pecado de toda a humanidade. 

de Max Lucado

10 de fevereiro de 2017

DEVOCIONAL DIÁRIO CRISTÃO

"Mas eu não tenho usado de nenhum desses direitos. Não estou escrevendo na esperança de que vocês façam isso por mim. Prefiro morrer a permitir que alguém me prive deste meu orgulho." 1 Coríntios 9:15


Pensamento: Paulo foi cuidadoso de não aceitar ajuda dos coríntios mesmo que tivesse direito como ministro do Evangelho. Ao invés disso, ele sabia dos problemas deles com a generosidade e lhes mostrou um grande exemplo, vivendo por Jesus sem recompensa óbvia e instantânea. Muitas vezes nós precisamos mostrar os nossos valores antes que os outros compartilham o que têm. Paulo era mestre em ler as necessidades das pessoas ao seu redor e viver como exemplo para todos. Que nós façamos um compromisso para fazer o mesmo!


Oração: Deus Pai e Todo Poderoso Senhor, por favor, me dá a coragem e a integridade para viver meus princípios de forma que sejam uma bênção e exemplo aos outros. Abençoe-me, querido Pai, com uma vida que marca a vida dos outros para Sua glória. No nome de Jesus eu oro. Amém.

FONTE: http://www.devocionaldiario.com.br/